quinta-feira, 27 de maio de 2010

Abutre-negro (Aegypius monachus) na Reserva da Faia Brava

Ultimamente a Reserva da Faia Brava tem sido visitada por alguns Abutres-pretos (Aegypius monachus). Sendo uma espécie cada vez mais rara e sem nidificação confirmada no nosso país, é com grande contentamento que por cá os vemos. Atraídos pelo Campo de Alimentação de Aves Necrófagas ou simplesmente de passagem, é de facto impressionante ver por cá o maior dos abutres europeus. Destes, é o único que faz o seu ninho em árvores. Prefere as maiores pois garantem a sustentação do ninho assim como facilitam a vigia do que se passa em seu redor e também as manobras de poisar e levantar voo.
Na Reserva da Faia Brava já são escassas as árvores com características que permitam suportar a nidificação desta espécie, mas com os vários trabalhos de reflorestação e prevenção de incêndios que vimos a implementar pode ser que no futuro, apesar de ainda longínquo, alguns destes indivíduos se instalem novamente em Portugal. Para isso também é necessário tomar medidas urgentes para erradicar de vez as maiores ameaças à sua existência como o corte de árvores, o envenenamento e o abate a tiro.
Este registo fotográfico foi realizado por Eduardo Realinho, no âmbito do seu trabalho de estágio relativo à alimentação artificial do Britango (Neophron percnopterus).