quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Esculturas de Vitor Sá Machado em exposição na Faia Brava - é já no próximo fim de semana



18/09/2010O Vale do Côa, a braveza das suas vertentes e da fauna que abriga, será quase sempre o mote deste percurso. Atravessamos a Reserva da Faia Brava de Sul para Norte, adentrando-nos na sua beleza selvagem e sob o olhar constante e atento dos abutres e águias que planam alto no céu. Podemos ainda apreciar a manada de Garranos semi-selvagens que percorrem a região, os sobreirais que ainda subsistem e que caracterizam a paisagem do Riba-Côa.

Com início em Cidadelhe e final em Algodres, trata-se de um percurso diversificado, variando entre o asfalto (2km), caminho rural e trilho, e com paisagens imponentes.

Características do percurso: 15km de percurso linear, a pé.

Ponto de Encontro: 9h30 – Igreja de Algodres. Os participantes devem levar a sua viatura até Algodres, local onde termina o percurso. A partir daqui faremos o transfer dos participantes até à aldeia de Cidadelhe.

Duração do percurso: cerca de 6h.

O que trazer? Botas de montanha ou calçado desportivo, roupa confortável (de preferência em tons neutros), chapéu, protector solar, almoço-volante e água, máquina fotográfica, binóculos.

Preço: 5€/pax. Inclui o acompanhamento por guia local e seguro de acidentes pessoais.

Nota:

Esta actividade inclui a passagem pelas Hortas da Sabóia, onde descobriremos a conjugação de arte com a natureza na obra e trabalho de Vitor Sá Machado, escultor de peças em pedra e arame. Mais informações do autor e da sua arte em (http://www.vitorsamachado.net).