segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Até a nevar se plantam árvores na Faia Brava

Penúltimo dia Novembro e mais umas árvores plantadas na Faia Brava desta vez tivemos a visita da neve que  foi uma alegria para os alunos  do 12 ano do Agrupamento de Escola Figueirense.

9 alunos mais a professora Tina e a nossa estagiária de Biologia da Universidade de Aveiro, plantaram   
50 Freixos;
5 sanguinhos de água;
50 Lodãos
20 Medronheiros
e ainda conseguiram semear 15 kg de bolota  de azinheira dando aproximadamente 2400 bolotas, na parte da manhã, tivemos que abandonar a Faia após o nevão e as temperaturas baixas que nos visitaram.

Ficam algumas fotos para comprovar que nevou .....
 






Em plena "selva"

Há uns dias um pequeno grupo de florestadores oficiais da ATN deslocou-se ao magnifico Parque Natural do Douro Internacional (Poiares - Freixo de Espada à Cinta) para recolher sementes de Lodão Celtis australis. Os bosquetes densos estavam lá mas o fruto nem ve-lo. Recolheram-se sementes de outras espécies e ficou na memória a beleza destes lodoais, os maiores e mais densos do nosso país. Um exemplo do que se pretende na Faia Brava. Não podemos ignorar este fluxo de regeneração...




O Outono a 4 cores, o vale do Côa vai estando mais arborizado....

Imagens obtidas durante um passeio recente à intimidade das ladeiras do Côa, fora de trilhos e a corta mato. Os recanto outonais que fomos encontrar. Pura wilderness.

As folhas dos Acer monspeliensis, Pistacia terebinthus, Celtis australis, Crataegus monogyna, estão agora a mudar de cor e o resultado é impressionante.

Com tanta intensidade de cor nas copas do arvoredo, o vale do Côa deixa de ser, por momentos o reino dos "barrocos" e assemelha-se a uma extensa floresta jovem e diversificada.










domingo, 28 de novembro de 2010

Os coelhos do futuro!

Uma imagem linda obtida pela Filipa Viegas em 16/3/2009 (no âmbito do trabalho do Pedro Alverca), a meio da noite algures na Faia Brava.

Trouxemo-la aqui só para dizer que a área de ocorrência desta espécie continua a aumentar dentro da área gerida com garranos. Um aumento que é real, pois sabemos que não havia coelhos (ou pelo menios tantos) nalguns sitios dessa área, mas que obviamente não podemos explicar sem que seja assegurada uma monitorização rigorosa e realizados estudos dirigidos a este importante tema.

Para já vamos sonhando que coelhos e coelhas comecem a proliferar nesta zona e que os piores momentos das epizootias sejam uma coisa do passado. para bem de gatos bravos, aguias reais, Bonellis e muitos outros.

No tempo do New Wave os predadores e presas eram assim ao vivo: aqui


sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Jornadas da Faia Brava - Esclarecimento

Caros sócios, amigos, apoiantes


As Jornadas vão decorrer entre 8 e 12 de Dezembro. Chamo à atenção dos principais eventos que estão previstos para esses dias:

dia 8/12-Quarta feira (feriado) - Apresentação formal do livro "Faia Brava"
dia 9/12 - Quinta feira - actividades com escolas
dia 10/12 - sexta-feira - actividades com escolas e publico que queira plantar árvores + concerto de música à noite (com artistas que iremos divulgar em breve)
dia 11/12- Sábado - workshop técnico + jantar convívio
dia 12/12 - Domingo - saída de campo à faia Brava + encontro micológico + almoço campestre

A entrada para qualquer desses eventos é livre, para sócios e não sócios. Ou seja para assistir a qualquer actividade nesses dias ninguém precisa pagar. Podem vir a todas as actividades em todos os dias, ou apenas a uma que são todos bem-vindos.

Quem optar por dar um donativo ao projecto Faia Brava (sócios 20 €, não sócios 35 €) tem direito a documentação de workshop + livro + certificado de participação nas jornadas + garrafa de azeite e de vinho, etc. Esse pagamento não obriga, obviamente a que estejam presentes todos os dias, cada um decide a que actividades quer assistir ou participar, e recebe à mesma o que está previsto. Esses valores serão inferiores no caso de jovens menores de idade.

Não é preciso vir à sessão de lançamento do livro para receber ou comprar esse livro, no dia do workshop ou na saída de campo pode proceder ao seu levantamento ou compra.

No caso de haver acompanhantes aos participantes podem assistir a tudo e se por exemplo quiserem participar no Jantar convívio ou o almoço de campo, podem faze-lo mediante um pagamento por refeição.

Sem dúvida que o dia mais importante das Jornadas é o workshop (Sábado - dia 11 de Dezembro) pois é aquele em que gostaríamos de reunir todos os que apoiam ou querem conhecer mais esta causa. Nesse dia podem ouvir as apresentações de quem tem trabalhado na Faia Brava, tirar dúvidas, participar no debate, conviver. Quem só puder vir só um dia sugerimos que venha no Sábado.

Em caso de dúvida contactem o secretariado da ATN - 271 311 202, geral@atnatureza.org


Boas razões para vir às Jornadas da Faia Brava 1

Entrou hoje em fase de impressão e montagem, numa gráfica próxima do Porto, o Livro "Faia Brava - Um espaço para a Natureza". O livro vai ter capa grossa, tamanho 23 por 26 cm, 100 páginas, fotografias de 10 autores diferentes (algumas delas inéditas).

Esta obra conta a história da ATN durante 10 anos descrevendo as etapas e realizações do projecto Faia Brava, e ilustra a paisagem, a geologia, a flora, a fauna deste recanto natural. É um livro para todos os públicos mas também tem alguma informação técnica para aqueles particularmente interessados em biologia. 

O preço de venda do livro vai ser de 20 € (para sócios com quotas em dia) , e 35 € para não sócios.

Quem vier às Jornadas (cuja entrada é absolutamente livre em qualquer das actividades de qualquer dos dias) e pagar o donativo (20 euros para sócios e 35 euros para não socios) que permite ter acesso à documentação do workshop,  diploma de participação, jantar de dia 11 e almoço de dia 12, a uma garrafa de azeite Faia Brava, a 2 garrafas de vinho da região.....  tem direito ao Livro "Faia Brava - um espaço para a natureza".

A edição é limitada (500 exemplares) e não sabemos se vai esgotar, quem vier às Jornadas tem livro garantido, quem não vier sugerimos que reserve desde já.

Deixamos aqui uma versão low resolution da capa (foto de João Cosme www.joaocosme.net e Design de Inês Ritto www.igama.pt) .....


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Ninguém pára os reflorestadores da Faia Brava

Mais um dia de Novembro mês de plantações,  começou cedo e nem as baixas temperaturas  e nevoeiro serrado moveu os mais de 18 voluntários que vieram a Faia brava pela manha para plantar 200 árvores.

80 Freixos
100 Lodão
20 Espinheiros

25 Kg de bolota de Azinheira.


Os contributos foram dos alunos da turma  7.º C do Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo, mais uma vez obrigado as professoras que motivaram os alunos e ao Município pelo seu transporte.
Cada dia que passa a reserva vai ganhando mais plantas.

Ficam as fotos para comprovar a geada que estava de manhã, parece que tinham saído da arca congeladora.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Eram mais de 100 pombos

Hoje foi  mais um dia produtivo  na Faia Brava, logo de manha  começou se por percorrer os pombais  para colocação de alimento, qual não é o nosso espanto num dos 9 pombais que gerimos  havia mais de 100 pombos.
Mesmo nos outros também marcavam presença, é bom sinal pois o esforço que se faz para a manutenção dos pombais continua a dar frutos e a manter equilibrada a população de pombos na região que alguns meses atrás estiveram mais ausentes, mas agora  estão de volta a Faia Brava.

Colocação de  bolotas pela quinta do Ervideiro em Cidadelhe com a preciosa ajuda da voluntária australiana Ângela, desde já o nosso obrigado pelo seu contributo no projecto.

Terminamos o dia com recolha de duas espécies com os frutos vermelhos, Rosa Canina e a Gilbardeira, espécies que serão germinadas em viveiro e posteriormente utilizadas no projecto sebes vivas.

A semana continua com muitas mais plantações e sementeiras, amanha iremos ter mais uma turma do agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo.


Foto: Sementes de Gilbardeira

Venham dai contribuir no crescimento deste projecto as plantações e recolha de sementes continuam...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Como foi o dia da floresta autóctone na Faia Brava

No dia 23 celebra-se  o dia da floresta autóctone, na faia brava esteve um belo dia de sol para a prática de plantação de árvores  e sementeira de bolotas.


Hoje tivemos a colaboração preciosa dos alunos das turmas  do  Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo, o CEF de Jardinagem e o 11.º D  ao total de 20 alunos e 4 professoras. e uma voluntária australiana, que veio participar no projecto 1 milhão de sementes para o Vale do Côa .
 No final do dia contabilizamos mais  400 plantas plantadas entre Freixo  Carvalho Faginea e Lodão, semeamos ainda  50 kg de bolota azinheira dando mais ou menos  8000 sementes, esperemos que germinem muitas.

Resta agradecer a Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo pelo transporte dos alunos, e as professoras que organizaram em conjunto com a ATN este dia..





segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Novembro de 2008 também foi mês de plantações...






















Recordamos aqui um fim de semana dedicado à plantação de árvores realizado na Faia Brava em Novembro de 2008, que contou com os amigos do Colectivo Germinal. Foi um campo de trabalho espectacular.... que vale a pena recordar. Uma pallavra para agradecer o empenho de dezenas e dezenas de pessoas que já deram o seu contributo para uma Faia Brava mais verde.

sábado, 20 de novembro de 2010

Sobreiros no Público!

........."Ricardo Nabais, da ATN, também é da opinião que, perante grandes projectos, “a protecção legal não é suficiente. É preciso acarinhar a árvore enquanto símbolo de Portugal”. “Queremos atingir a maioria da população portuguesa”, disse....."

Um extracto da noticia que saiu na ECOSFERA, a separata ambiental do Público de ontem, ver: Movimento quer fazer do sobreiro a árvore nacional de Portugal por Helena Geraldes.

E já que O Público pegou neste tema fazemos o tributo a este jornal (e à LPN e à Fundação Luso-Americana) por ter lançado a colecção de livros "Árvores e Florestas de Portugal".


Nessa colecção o livro sobre os montados é um dos que está óptimo (Nº 3 - Coordenação Editorial de Joaquim Sande Silva). O mapa da distribuição do Sobreiro em Portugal, cuja cópia aqui apresentamos (e que é extraída desse livro, da autoria de Jorge Capelo e Filipe Catry, ver página 107) mostra bem o amplo âmbito territorial desta magnifica árvore no nosso país.

A verdade é que do Alto Minho às Serras Algarvias, de Vimioso a Odemira, de Barrancos a Ovar, do Penedo Durão à Ericeira, de Penafiel a Nisa, da Sertã a São João da Pesqueira, de Vila Pouca de Aguiar a Arraiolos, de Grandola a Coruche ...... encontramos sadio e verdejante, o nobre "Souvaro" (Algodres/Figueira de Castelo rodrigo) ou Chaparro ou Sobrero ou Sobro.
Por isso e por todas as outras razões, nomeadamente pelo facto da futura coleira do cão do Presidente Obama ser em cortiça, dá vontade de dizer : Assumam-me Porra.....como árvore nacional.

Mais informação no site da Árvores de Portugal.

Imagem de um "souvaro" ou "souvero" na Faia Brava/Figueira de Castelo Rodrigo.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Jornadas Micológicas em Ciudad Rodrigo 27 e 28 Novembro

Vimos por este meio divulgar as Jornadas Micologicas da Associção Micológica de Ciudad Rodrigo (AMCR), que se irão realizar nos próximos dias 27 e 28 de Novembro naquela localidade próxima da nossa fronteiria de Vilar Formoso. Estas Jornadas são verdadeiramente espetaculares pela quantidade de cogumelos identificados e pelos locais visitados (nas serras do sul de Salamanca com vastos bosques de castanheiros e carvalhos).

Aproveitamos também para divulgar que a saída de campo das Jornadas da Faia Brava, programada para dia 12 de Dezembro vai incluir a actividade: "IIº Encontro Micológico da Faia Brava"  (em repetição do evento de 2009 em que realizamos em parceria com a AMCR e sob a coordenação do Jose Ignacio Gomez Risueño). Ou seja todos os que vierem nesse dia podem visitar a Faia Brava, participar na inventariação de cogumelos (e garanto-vos que se aprende muitissimo com os amigos espanhois) e ainda disfrutar de um belo almoço no campo (e convivio entre sócios).

As razões para vir às Jornadas já eram muitas (o Livro Faia Brava, o workshop técnico, o concerto de música, o jantar convio, etc etc), junta-se agora esta actividade que esperamos seja a cereja em cima do bolo. Aguardamos as vossas pré-inscrições.....

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Jornadas da Faia Brava - Fig Cast Rodrigo / 8 a 12 de Dezembro 2010

Aqui vai o convite formal para V.Ex.ª:


ASSUNTO: JORNADAS DAS FAIA BRAVA – 8 A 12 DE DEZEMBRO DE 2010


No passado dia 6 de Junho de 2010 a Associação Transumância e Natureza (ATN) completou 10 anos de existência. Durante esse período foi possível construir as bases de um projecto de conservação da natureza, que inicialmente era dedicado à protecção de aves (a Águia de Bonelli e do Britango), mas que progressivamente evoluiu para um leque mais alargado de fauna e flora e que finalmente assumimos como o desafio de gerir e valorizar todas as vertentes da biodiversidade dentro de uma “reserva” natural a Faia Brava.

Estes esforços culminaram com o reconhecimento da importância natural desta área, nomeadamente com a classificação, iminente, pelo Governo como Área Protegida Privada (ao abrigo da Portaria n.º 1181/2009 de 7 de Outubro), a primeira do nosso país. Com os seus 600 hectares de terrenos no vale do Rio Côa, a Faia Brava pretende ser um espaço exclusivo para a Natureza, mas que está aberto à participação activa dos cidadãos e cujos dividendos ecológicos resultantes se destinam a usufruto público.

Esta missão da ATN aliada ao princípio básico de assegurar uma gestão privada, rigorosa e independente, fazem da Faia Brava um projecto inovador mas cuja consolidação e sustentabilidade, a longo prazo, carece do envolvimento da sociedade civil e dos seus vários stakeholders.

Assim aproveitando a celebração do Ano Internacional da Biodiversidade, surgiu a ideia de organizar umas jornadas sobre este tema, e desta forma divulgar publicamente o conhecimento técnico e cientifico entretanto adquirido na Faia Brava, e simultaneamente lançar o debate. Entre outras actividades iremos proceder à apresentação pública de um livro de fotografia, que reúne imagens de conceituados fotógrafos de natureza que têm usado esta área.

Vimos assim convidar V. Ex.ª a estar presente nestas Jornadas, que esperamos sirvam como oportunidade de contacto com o nosso projecto assim como com outras entidades e técnicos ligados à conservação da natureza.

Com os melhores cumprimentos

______________________________

A Direcção

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

ATN no Portugal em directo

Para os que não conseguiram ver as filmagens  em directo da sede da ATN aqui fica o link para poderem ver.

Esperamos com mais esta participação na comunicação social chegar a mais interessados que possam vir visitar a Faia Brava e contribuir da melhor forma...

sábado, 13 de novembro de 2010

Avistamento de Lontra



















Mesmo num rio como o Côa, com excelentes condições para a lontra, nem sempre é fácil ou comum observar este mamífero. Ontem dia 12 um pequeno grupo de felizardos (o staff inteiro da ATN) conseguiu ver uma lontra em plena actividade aquática num dos lugares mais selvagens da Faia Brava. Fica aqui uma pequena compilação de imagens desta espécie obtidas nesta área . Nota: as imagens resultantes de armadilhagem fotografica provêm do trabalho do Pedro Alverca (no âmbito da seu estágio de projecto da Licenaciatura de Engenharia Agro-florestal - ramo Desenvolvimento Rural, realizado na Faia Brava em 2009). 







A imagem que foi possivel recolher da lontra de ontem (para quem tem boa imaginação.....):



Para mais informação leiam o texto da Vanessa Mata em http://www.atnatureza.org/biodiversidade/especie.php?id=1