terça-feira, 3 de abril de 2012

Um dia no campo com a equipa da ATN

O dia começou a ameaçar chuva, que tanta falta tem feito na Faia Brava. As charcas estão quase vazias, as pastagens ainda secas.

Charca em Vale de Afonsinho

Mas aqui e ali, vê-se vestígios da passagem assídua de javalis (árvores onde se esfregam depois de se refastelarem com um banho de lama - um autêntico spa em plena Faia Brava).

Vestígios de Javali junto a uma charca de Vale de Afonsinho

Afinal a Faia Brava tem muita vida para além daquela que observamos durante o dia e as novas charcas já fornecem alguma água à fauna.

O destino da equipa da ATN hoje é a nova propriedade em Vale de Afonsinho, onde foi construída mais uma vedação para acolher grandes herbívoros, que ajudarão a gerir áreas importantes de azinhal e sobreiral da Faia Brava e da ZIF Algodres/Vale de Afonsinho.

Paisagem magnífica da nova propriedade da ATN em Vale de Afonsinho

Enquanto estes novos sapadores de quatro patas não chegam, a equipa avança para o terreno, para desbastar arbustos de azinheira, podando os ramos mais baixos, ajudando as árvores a crescer em altura e protegendo-as contra eventuais fogos.

Aqui ficam fotografias de um belo dia de trabalho de campo.


Sílvia Lorga - a nossa assistente administrativa "Sair do escritório é excelente e permite-me conhecer melhor o trabalho de campo que é feito todos os dias na Faia Brava"

 Eduardo Realinho - assistente de campo/biólogo/estudante de mestrado "Normalmente passo os meus dias de olhos no vale - a observar as aves rupícolas e em particular o Britango, espécie-alvo do meu trabalho de investigação. Mas aproveito todas as oportunidades para aprender mais sobre outras áreas directamente ligadas à gestão de recursos naturais."

 Azinheiras antes e depois da poda

 A equipa de trabalho - João Quadrado, Eduardo Realinho, António Monteiro, Cristina Perpétuo e Sílvia Lorga