terça-feira, 31 de janeiro de 2012

O FAPAS adquire propriedade na Faia Brava | FAPAS purchases property at Faia Brava


O FAPAS, uma das organizações não governamentais de ambiente mais antigas do país, acaba de adquirir uma propriedade em plena Faia Brava. Para além de assim reforçarmos a protecção desta área tão importante para a conservação da natureza (em pleno território de Águia-real), temos aqui a oportunidade de mostrar que a união de esforços, neste caso entre ONGs, é possível e ganha outra força. A ATN ac...redita que este é só o primeiro passo para juntar ONGs, empresas, particulares e o próprio estado, em torno de iniciativas privadas de gestão de áreas naturais importantes. E já agora, se deseja contribuir para o aumento da área protegida privada Faia Brava ou de outras áreas naturais no Nordeste de Portugal, contacte-nos. Da compra de uma garrafa de azeite, à compra de uma propriedade, passando por acordos de gestão com proprietários, em conjunto encontraremos a melhor forma de proteger e conservar o património natural que é de todos.
Pode obter mais informação no site do FAPAS
 
FAPAS, one of the earliest environmental NGOs in Portugal, has just purchased a property in the heart of Faia Brava. This allows not only the protection of a wider area for nature conservation (within the boundaries of a Golden Eagle territory), but together we have the opportunity to show that the union of efforts, in this case between NGOs, is possible and gains strength. ATN believes that this ...is just the first step to link NGOs, enterprises, individuals, and the state, around private initiatives for natural area management. If you wish to contribute to the growth of Faia Brava or other natural areas in Northeast Portugal, contact us. From purchasing an olive oil bottle, to purchasing a property, or through land management agreements, together we will find the best way to protect and conserve the natural heritage which is from all of us.
You can find out more about this at FAPAS website.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Novo cercado para herbívoros


Quem passar por estes dias na estrada entre Vale de Afonsinho e Cidadelhe vai reparar numa nova vedação. É o novo limite sul da Reserva da Faia Brava e também a extensão do cercado para herbívoros que em breve vai ter novos ocupantes. 
A juntar aos garranos já existentes, a Reserva da Faia Brava irá também ter vacas de raça maronesa, que irão complementar o trabalho feito pelos garranos na gestão dos matos e na diminuição do risco de incêndio, uma das principais ameaças para a conservação da natureza nesta região.

Embora grande parte do custo de construção desta vedação seja enquadrada e suportada pelo projecto Rewilding Europe ( http://rewildingeurope.com ), do qual a ATN é parceira, a criação de uma área com cerca de 300 ha, onde várias espécies de herbívoros possam retomar os processos naturais, tem muitos custos. Por isso, apelamos ao vosso apoio para criar mais espaço para a biodiversidade.
______________

A new fence is being built near to the road that connects Vale de Afonsinho to Cidadelhe. Is the new south limit of Faia Brava Reserve and also the new limit of the herbivores area. That soon will have new occupants, maronesa cows that will help the garranos managing the shrub areas and reduce the fire risk.

Although the majority of the costs are supported by the Rewilding Europe project ( http://rewildingeurope.com/ ) ATN as several costs, so we appeal to everyone that can help to create more space for biodiversity.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Mais uma espécie para a lista: Poronia punctata

Foi acrescentada mais uma espécie de fungo à já vasta lista de biodiversidade existente na Reserva da Faia Brava. Poronia punctata - “Nail fungus” em inglês -  deve o seu nome à semelhança dos corpos de frutificação com pregos. A haste é castanho-escura, quase preta, enquanto a cabeça branca se expande com pequenos poros pretos.
Esta espécie não se encontra na Lista Vermelha da IUCN, mas uma avaliação provisória do seu estatuto considera-a Vulnerável. Pode-se encontrar exclusivamente em esterco antigo, geralmente de burros ou cavalos e ocasionalmente de gado e elefantes.
Sendo que hoje em dia a grande maioria destes animais vem sendo substituída por máquinas e veículos, este fungo tornou-se extremamente raro em algumas partes do mundo, particularmente na Europa. É também sensível a produtos não-naturais, como aditivos no alimento dos animais, mais um factor que contribui para o seu declínio.
A sua conservação requer fontes de alimento para os herbívoros que estejam livres de aditivos e a protecção dos campos não tratados onde eles habitam.

Este exemplo vem validar a estratégia de gestão da Faia Brava, onde a manada de cavalos garranos vive e se alimenta com o mínimo de intervenção humana possível, contribuindo assim para a proliferação deste fungo.

Deixamos aqui um agradecimento à nossa voluntária Diana Dias, que num dia de trabalho de campo descobriu este pequeno cogumelo, e também um "muchas gracias" ao Juan Carlos Zamareño e José Inácio, da Sociedade Micológica de Cidade Rodrigo, pela ajuda na identificação.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Rochas na Faia Brava

Esta colecção de imagens mostra algumas das rochas mais curiosas da Faia Brava.

Faça a marcação de uma visita e venha conhecer a Lapa Cabreira, a Fraga dos 3 Pés, o Cerro Estiveiro, o Picão da Hedera e a própria Faia Brava, entre muitas outras.











Folheto/Flyer Faia Brava (em inglês, in english)

Disponível na ATN | Available at ATN.


quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Aprovado despacho com o novo limite da zona de caça associativa de Algodres

Foi hoje aprovado o despacho que regula a concessão da zona de caça associativa de Algodres. O novo limite deixa a Reserva da Faia Brava fora da zona de caça associativa com efeito a partir de Julho de 2012, ou seja a próxima temporada de caça.

O documento completo pode ser consultado aqui.

A decisão de retirar a Reserva da Faia Brava da zona de caça associativa de Algodres foi tomada em conjunto pela ATN e o Clube de Caça e Pesca de Algodres por se considerar que o trabalho realizado na gestão da Faia Brava tem benefícios para o aumento da população de espécies cinegéticas como o coelho-bravo e a perdiz-vermelha.

Esperamos retribuir com bons resultados na gestão das populações de animais e que mais entidades gestoras de zonas de caça associativas sigam o exemplo dado pelo Clube de Caça e Pesca de Algodres que percebeu que a conservação da natureza e a actividade cinegética podem ser actividades compatíveis.

____________________

It was approved today by the Portuguese government the document that excludes Faia Brava Reserve from the hunting area of Algodres.

This decision was jointly taken by ATN and the hunting association of Algodres, considering that the work developed in managing Faia Brava as benefits for the populations of game species like wild rabbit and red partridge. We hope to increase these animals populations and that more hunting organizations join us to show that nature conservancy and game hunting are compatible activities. 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

7 JAN | SESSÃO DE TREINO NA FAIA BRAVA - ATLAS DAS AVES INVERNANTES E MIGRADORAS DE PORTUGAL

A Associação Transumância e Natureza participa no Atlas das Aves Invernantes e Migradoras de Portugal, projecto da SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves). O trabalho de campo deste projecto é realizado com a ajuda de voluntários.
Tem experiência na identificação de aves? Quer participar como voluntário neste projecto? Este fim-de-semana, em Cidadelhe, realiza-se uma sessão de treino gratuita.



Acções de treino na metodologia de campo do AtlasNo dia 7 de Jan. estão agendadas 3 acções de treino na metodologia de campo do projecto Atlas das Aves Invernantes e Migradoras de Portugal. É um pequeno evento, com a duração de uma manhã, em que os actuais e futuros colaboradores podem praticar e esclarecer dúvidas sobre a metodologia do atlas.


Inscrições:
•    As inscrições estão limitadas a 16 pessoas em cada acção de treino.
•    Por favor inscreva-se junto da SPEA (vanessa.oliveira[arroba]spea.pt).
•    Não esqueça de indicar qual o local em que pretende participar.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Relatório sumário de 2011 do Naturdata

Recebemos hoje o relatório de 2011 do site Naturdata, iniciativa da qual a Associação Transumância e Natureza é parceira. Consultem e divulguem.


O texto pode ser visto aqui.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

40 hectares comprados com a venda de azeite Faia Brava, um contributo para a conservação da natureza


Na rede complexa do biótopo da Reserva da Faia Brava, o olival e o amendoal são habitats característicos e fulcrais para a manutenção do mosaico agro-florestal e da biodiversidade. Através da manutenção destes pomares tradicionais é garantida também uma diversidade interessante de espécies vegetais e uma disponibilidade de frutos maduros na época fria, garantindo assim disponibilidade alimentar para a fauna frugívora.

POMARES DA FAIA BRAVA
A ATN possui aproximadamente 20 ha de olival e amendoal tradicional, a maioria dos quais tinham já sido abandonados, por se encontrarem em zonas afastadas das aldeias, em terrenos íngremes e difíceis de trabalhar.
Para a ATN estes são os terrenos mais interessantes, devido à proximidade das zonas rochosas dos vales, e onde é possível implementar uma gestão de cultivos que resulte numa maior tranquilidade para as aves rupícolas. Estes terrenos têm sido recuperados, através de acções de poda de recuperação e mobilização superficial do solo, sideração e estrumação dos solos, técnicas pouco agressivas e que aumentam a produtividade destes cultivos.
A aquisição de propriedades pela ATN tem sido possível principalmente através da CAMPANHA FAIA BRAVA. Esta campanha de angariação de fundos, alia a venda do azeite biológico à conservação de zonas importantes para as aves rupícolas produzido pela ATN nos seus olivais certificados.


MODO DE PRODUÇÃO BIOLÓGICO

Na Reserva da Faia Brava existem aproximadamente 20 ha de olival biológico, estando as restantes parcelas em fase de conversão. A ATN pretende converter todas as parcelas de cultura permanente para modo de produção biológico.









COLHEITA DE AZEITONA E PRODUÇÃO DE AZEITE

Todos os anos, em Novembro, é iniciada a colheita de azeitona na Reserva da Faia Brava. A definição do início da colheita depende do estado de maturação das azeitonas. As azeitonas são recolhidas em pequenas caixas e o azeite, primeira pressão a frio, é feito nesse mesmo dia no lagar da CARM. Os olivais e o azeite são certificados pela SATIVA.

CAMPANHA FAIA BRAVA - resultados

Desde o início da CAMPANHA FAIA BRAVA, lançada em 2006, foram vendidas 8000 garrafas de azeite, que contribuíram para a aquisição de 40 hectares de terrenos no vale do Côa, aumentando assim a área natural gerida pela ATN para a conservação da natureza. Parte da área foi classificada como área protegida privada, a primeira do país.



APOIE ESTA INICIATIVA - compre 50 m2 de terreno na Faia Brava
Esta campanha continua activa, tendo sido produzidas 1600 novas garrafas de aziete Faia Brava, que estão à venda na ATN, na loja online e em vários pontos do país. Dê o seu contributo para a aquisição de mais espaços para a natureza na Faia Brava.
Neste momento, a ATN necessita de angariar 10 000 euros para terminar o pagamento de uma propriedade com 200 ha na Faia Brava (Quinta do Ervideiro - Cidadelhe). A compra de cada garrafa de azeite é importante para atingir esta meta. Participe!