sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Dia 25 - Vigia Faia Brava

Equipa: Ricardo Nabais, Alice Gama, João Quadrado, Nadine Oliveira
Horário: 10:00 - 23:30
 
No penúltimo dia de Agosto, a equipa de vigilância começou o dia no limite sul da reserva, verificando a localização da manada de cavalos garranos. Os cavalos estão neste momento numa área vedada de cerca de 200 hectares, podendo passar muitos dias sem serem vistos. No entanto, como existem poucos pontos de acesso a água, a manada mantém-se aproximadamente nos mesmos locais. Depois de algumas centenas de metros de caminhada, avistámos algum movimento entre os matos de giesta e azinheira. Lá estavam as 6 éguas, em excelente condição física, apesar da secura e quantidade reduzida de pasto. Para além das gramíneas, a alimentação dos garranos inclui também folhas de sobreiro e algumas giestas secas.


A Faia Brava está tão seca... a chuva tarda e todos desesperam. Encontrámos os garranos numa zona que ardeu no início do ano, junto à única charca que ainda tem água.


Aqui está uma fotografia que mostra o que não se vê com muita frequência: os garranos a alimentarem-se de giestas secas.


A Zora tenta chegar a mais umas folhinhas de sobreiro, perto das Hortas da Sabóia.

De seguida, depois de uma passagem pelos portões principais da área vedada, paragem obrigatória em Algodres para encher um depósito de água. A nova viatura da ATN (comprada com apoio do nosso sócio Henk Smit), uma velhinha Bedford, é essencial para estas operações. Com os poços da Sabóia muito vazios, a água de Algodres é essencial para a rega das 10 000 árvores que vão ser plantadas este inverno na Faia Brava.

 
Operações diárias essenciais num dia de Verão na Faia Brava: transporte de água e rega do viveiro florestal


Depois de um café n' O Escondidinho, ponto de encontro obrigatório para conversas com a população de Algodres, a equipa dirigiu-se para o acampamento-base das Hortas da Sabóia. Nas últimas semanas, o acampamento tem sido utilizado por voluntários, que permanecem na Faia Brava 24 horas por dia, fazendo trabalhos de vigilância contra fogos, ajudando na manutenção do viveiro florestal e fornecendo alimento suplementar a um segundo grupo de garranos que se encontram na Sabóia. O Vítor Viana e a Yvonne Markl (Áustria) têm sido uma ajuda preciosa e bons companheiros de trabalho. Bem hajam!

Durante a tarde, foi também necessário ajudar a desmontar tendas e arrumar material, depois da estadia de 3 grupos de holandeses, sócios e amigos da ATN, que vieram conhecer a Faia Brava em primeira mão (ver post anterior).





Durante o turno da noite, já por volta das 20:30, a equipa detectou um fogo na ribeira do Massueime, já no concelho de Vila Nova de Foz Côa,. Esta é uma área natural importante, for da Faia Brava, mas utilizada como área de alimentação pelas rupícolas do vale do Côa, incluindo a Águia de Bonelli. Apesar da rápida intervenção de várias equipas de bombeiros, o incêndio continuou noite dentro, tendo a equipa de vigilância da Faia Brava terminado o turno por volta das 23:30.


João Quadrado e Ricardo Nabais observam a paisagem em busca de colunas de fumo


Tudo está calmo na Faia Brava por agora e a equipa continua cheia de energia. Um excelente fim-de-semana para todos e até breve.

Cada dia de vigilância na Faia Brava tem o custo de 30 euros. Apoie a equipa de vigilância através da campanha Vigia Faia Brava. Saiba mais em http://ppl.com.pt/pt/prj/vigia-faia-brava

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

As aves rupícolas e aquáticas | Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves

Nome:As aves rupícolas e aquáticas (Fim de semana Europeu de Observação de Aves)
Data:2012-10-06
Data de Conclusão:2012-10-06
Hora:09:00:00
Hora de Conclusão:16:00:00
Regiões:Norte

Descrição:
 
A SPEA junta-se mais uma vez à organização, em Portugal, do Fim de semana Europeu de Observação de Aves/EuroBirdwatch 2012, organizado anualmente pela BirdLife International desde 1993. Participe nas atividades da SPEA e dos parceiros e junte-se aos milhares de europeus fascinados pelas aves e pela migração.
Organização: Associação Transumância e Natureza; Quercus Guarda; Associação Transcudânia
Locais: Reserva da Faia Brava e Barragem de Almofala (Figueira de Castelo Rodrigo)
Guias: Eduardo Realinho e Ricardo Nabais
Descrição: Observação de aves em dois habitats distintos. Pela manhã na Reserva da Faia Brava junto ao vale do rio Coa (aves rupicolas e florestais), à tarde na barragem de Almofala (aves aquáticas)
Destinatários: Todos os interessados em observar aves e conhecer a paisagem natural da região
Nº participantes: máx. 14 

Ponto de encontro: 9 horas - junto à Casa da Cultura de Figueira de Castelo Rodrigo
Preço: Participação gratuita
Recomendações: Calçado e roupa adequada à época do ano; água e almoço volante; binóculos e máquina fotográfica se possuirem

Inscrições:
r.nabais@atnatureza.org            963270140      
transcudania@gmail.com 




Grifos Gyps fulvus © Eduardo Realinho

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A aventura de viver na Faia Brava | The adventure of living at Faia Brava

Conhecer a Faia Brava é redescobrir a nossa ligação aos grandes espaços naturais do nosso país. O trabalho desenvolvido pela ATN, os resultados positivos já alcançados, o esforço de inúmeros e dedicados voluntários e de todos aqueles que se têm dedicado à conservação da natureza na Faia Brava desperta em muitos a vontade de fazer parte deste lugar. Muitos regressam ano após ano para viver a natureza passo a passo.
 
Este é um sentimento comum a todos aqueles que já passam pela Faia Brava, percorrendo os trilhos, observando aves, fotografando "bichos" e plantas, olhando o horizonte agreste deste vale selvagem.
 
Mas, quando o dia chega ao fim e deixamos a Faia Brava para trás, temos a sensação de que muito mais podíamos ver e experimentar se lá ficássemos depois do pôr-do-sol e noite adentro.
 
Este Verão, pela primeira vez, a Faia Brava foi casa para alguns grupos de amigos que queriam viver a Faia Brava intensamente, durante 24 horas, com conforto e originalidade. E o acampamento-base das Hortas da Sabóia transformou-se para os receber.
 
Esta foi também uma experiência nova para nós, à medida que vamos experimentando e organizando programas interessantes para tornar a Faia Brava um lugar de visita obrigatório na região.
 
Na Faia Brava, viver a natureza é uma aventura inesquecível.
 
Aqui fica o registo destes dias bem passados em plena natureza. Para ver melhor as fotografias, clique em cada uma.
 

Construção do acampamento / Camp building

 
Construção de estruturas / Building Structures
 
Coisas que acontecem... / Things that happen...

 
Conversa com o pastor Francisco Marques e apanha de amoras silvestres / Talk with shepherd Francisco Marques and picking blackberries

 
 Picnic na Faia Brava / Picnic at Faia Brava (by Casa da Cisterna)
 
 
O local perfeito para uma sesta perfeita / The perfect spot for a perfect "siesta"
 
 
 
Ver o pôr-do-sol colorir a Faia Brava / Watching the sunset giving a new colour to Faia Brava
Preparação do jantar / Dinner preparation
 
  Animação nocturna / Night life




quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Dia 9 - Vigia Faia Brava

Mais um dia quente de Agosto, que foi ficando mais fresco para o fim da tarde, com o vento fresco e forte a fazer-se sentir.
A equipa de vigilância deslocou-se mais uma vez à Faia Brava, aproveitando também para regar o viveiro e encher o depósito com água. 
Vai se deitando o olho ao horizonte, para ver se há movimentos suspeitos, ou alguma coluna de fumo.


Por volta das 16:00 horas, rompendo as grossas nuvens brancas, vê-se uma coluna de fumo longe da Faia Brava, atrás da serra de Trancoso. Pouco tempo depois deixou de  se avistar fumo. Valeu a prontidão dos bombeiros. Felizmente, até ao final da noite não se avistou mais nenhuma coluna de fumo.

Para a equipa poder continuar a proteger a Faia Brava, precisamos que adquira produtos da Faia Brava. Veja como apoiar a vigia na Faia Brava, aqui.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Dia 8 - Vigia Faia Brava

A campanha Vigia Faia Brava chegou aos 20% de financiamento com 8 apoiantes! Obrigada a todos! Faltam 48 dias para transformar um pacote de amêndoas ou um poster panorâmico em vigilância contra fogos.

Durante estes últimos 4 dias de vaga de calor, o trabalho de vigilância foi reforçado. Mais vigilantes, mais hora de olhos no horizonte.

Hoje, no final de mais um dia de vigilância, a temperatura baixou e sente-se o vento fresco ao cair da noite.

Ao chegar a casa, o trabalho da equipa de vigilância termina com uma espreitadela à previsão de risco de incêndio para o dia seguinte e define-se o horário e percurso em função da previsão.

Se passar por Figueira e tiver umas horas disponíveis, pode acompanhar a equipa de vigilância e aproveitar para observar aves ou a manada de garranos a descansar à sombra de um sobreiro ou azinheira.

risco de incêndio no dia 13 de Agosto, segunda-feira

risco de incêndio no dia 14 de Agosto, terça-feira 

Podem ver toda a informação, aqui.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

VIGIA FAIA BRAVA - o crowdfunding na vigilância contra fogos

Para proteger a natureza única da Faia Brava e todo o trabalho de restauro ecológico realizado nos últimos 12 anos, a ATN efectua anualmente uma campanha intensiva de prevenção e vigilância contra fogos.

Agora, numa campanha inédita de crowdfunding, os produtos regionais e as visitas guiadas, assim como outros produtos da Faia Brava, transformam-se em contributos directos para a vigilância. Cada 30 euros de produtos na campanha de crowdfunding apoiam a ATN em mais um dia inteiro de vigilância.

Conheça o programa VIGIA FAIA BRAVA através do nosso vídeo:



VIGIA FAIA BRAVA - uma campanha de vigilância de sucesso

A época crítica de incêndios decorre todos os anos de julho a outubro, durante o verão quente e seco da nossa região. O fogo é um processo natural ao qual a vegetação está extremamente bem adaptada. No entanto, a frequência elevada com que este ocorre, as temperaturas altas atingidas pelo fogo durante o verão e a existência de extensas áreas abandonadas, onde a densidade de matos é extremamente elevada são factores que têm grande impacte sobre estas áreas florestais em processo de regeneração natural. Estes fogos têm maioritariamente origem antrópica e o intuito de acelerar a renovação das pastagens.

De forma a prevenir a destruição destas áreas naturais únicas e proteger todo o trabalho de restauro ecológico que tem sido realizado pela ATN ao longo dos últimos 12 anos, a ATN efectua anualmente uma campanha intensiva de prevenção e vigilância contra fogos.

Na Faia Brava, a equipa de vigilantes trabalha 18 horas por dia, 7 dias por semana, deslocando-se em viatura todo-o-terreno e utilizando pontos estratégicos de vigilância, para:
  1. Detectar o fogo o mais cedo possível e assim reduzir ao máximo a área ardida por ano.
  2. Apoiar o trabalho dos bombeiros, apoiando na 1ª intervenção, indicando os caminhos melhores e as charcas mais próximas.
  3. Contactar com a população local, sensibilizando para um uso mais sustentável dos espaços naturais, incluindo apoio técnico à gestão florestal (podas, desbastes, desmatações, limpeza de caminhos e realização de fogos controlados noutras épocas do ano).

FINANCIAMENTO

Todos os anos, a ATN conta com fundos próprios para operacionalizar a campanha de vigilância contra fogos na Faia Brava. Estes fundos são angariados através do apoio dos sócios, da venda de produtos e serviços e de donativos. O custo anual da campanha é de 3000 euros e inclui as deslocações da equipa de vigilantes, o equipamento de segurança, primeira intervenção e comunicação e o pagamento de serviços aos dedicados e incansáveis vigilantes.
Em 2012, a ATN tem disponível financiamento para os trabalhos de vigilância até ao final de Agosto, sendo essencial manter a equipa no terreno ainda até ao fim de Setembro. A ATN necessita de angariar ainda 1 000 euros para completar a campanha de 2012.
Esta campanha de crowdfunding pretende angariar esta verba e, ao mesmo tempo, sensibilizar a comunidade para a importância da prevenção e vigilância no combate aos fogos, que muitas vezes podem evitar o recurso à última linha de defesa, combate a incêndios.

Porque todo o trabalho de 12 anos se pode perder num só dia, o seu apoio é fundamental.


COMO PARTICIPAR?

Compre os nossos produtos, visite a Faia Brava e apoie directamente a vigilância contra fogos. Saiba mais em




BROCHURA DA CAMPANHA

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

FIGUEIRA PROMOVE 2012


A ATN vai estar presente em mais uma feira Figueira Promove, de 10 a 14 de Agosto, no Mercado Municipal da vila. Convidamos todos os interessados a visitarem o nosso stand e conhecerem o projecto. Neste dias temos ainda algumas visitas gratuitas à Faia Brava para oferecer!

Podem ver o programa e mais informação aqui.


Dia de Contruções

ATN tem vindo a receber vários estagiários de diversas áreas, desde jardinagem a gestão do ambiente, passando por biólogos e gestão de recursos naturais.
No outro dia foi necessário construir um portão para vedar uma área onde os garranos pastam. Prontamente, o Mário e o Neno, estudantes da escola profissional  Beira Aguiera, em conjunto com o Daniel e Joel, do curso de Jardinagem da Escola Secundária de Figueira de Castelo Rodrigo, deitaram mãos a obra e construíram um belo portão em madeira.
Fica algumas fotos dessa bela tarde..

A todos, agradecemos a colaboração nos diversos trabalhos ao longo do vosso estágio.
.