quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Novos habitantes na Faia Brava

No final do ano passado a Reserva da Faia Brava recebeu novos habitantes, foram libertadas as primeiras vacas de raça maronesa que assim se juntam à manada de cavalos garranos com o objectivo de diversificar a pressão dos herbívoros no Vale do Côa, reduzindo o risco de incêndio e promovendo o crescimento da vegetação arbórea.

Foto: Juan Carlos Muñoz | Rewilding Europe

Estes animais foram adquiridos em parceria com a iniciativa Rewilding Europe e a Taurus Foundation após um longo processo de selecção. A raça maronesa foi a escolhida devido à capacidade de adaptação ecológica dos animais a habitats como o da Faia Brava, a morfologia robusta e o facto de ser considerada uma das raças de bovinos com maior número de características primitivas comuns ao auroque, um dos animais com maior número de registos nas gravuras do Vale do Côa.

Foto: Juan Carlos Muñoz | Rewilding Europe

A ATN pretende trazer de volta ao ecossistema os herbívoros para que possam desempenhar um papel regulador de forma sustentável e criar espaço para a natureza.

Foto: Juan Carlos Muñoz | Rewilding Europe