terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Novos Guias na Faia Brava | New guides for Faia Brava

Empreendedores locais participaram num workshop de orientação de visitas na Reserva da Faia Brava, a primeira área protegida privada e a principal área do Oeste Ibérico, projecto Rewilding Europe.

Durante a última década a Associação Transumância e Natureza (ATN), entidade proprietária e gestora da Reserva da Faia Brava, tem trabalhado para a criação de um local único para a biodiversidade, onde espécies ameaçada como o abutre do Egipto e a águia de Bonelli encontram um local ideal para nidificar.

A Reserva da Faia Brava está também a tornar-se numa das maiores atrações turísticas da região, que tem vindo a sofrer com um processo de abandono nos últimos 60 anos. Actividades de observação de aves, passeios guiados e estar no interior de um abrigo fotográfico dentro do campo de alimentação de aves necrófagas são algumas das actividades que podem ser feitas na Reserva da Faia Brava e que têm atraído visitantes de todo o mundo.


O papel da ATN no desenvolvimento sócio-económico deste território rural tem vindo a ser reconhecido, até jornal internacional The New York Times, em Janeiro deste ano, em que Stanley Reed (jornalista de economia do NYT) sublinhou que "os esforços de conservação cresceram para algo muito maior, (o projecto) tem o potencial de atrair ainda mais pessoas e trabalhos numa região pobre que necessita desesperadamente de ambos".

A ideia de capacitar guias locais esteve na gaveta durante alguns anos mas finalmente viu a luz do dia, numa iniciativa que contou com a colaboração do Parque Arqueológico do Vale do Côa, do Rewilding Europe e da Fundação MAVA.

 Fauna e flora, geologia, arqueologia e conservação da natureza foram alguns dos tópicos apreendidos pelos novos guias. O workshop combinou sessões teóricas e expedições à Reserva da Faia Brava e uma vez que se trata de uma iniciativa pioneira, também a RTP1 fez um especial sobre este evento. 

http://www.rtp.pt/play/p1398/e175275/portugal-em-direto/398071

"Estamos a criar novas oportunidades para o regresso da natureza no Vale do Côa, mas também para as pessoas e empreendedores que acreditam no potencial da região", diz Pedro Prata, Coordenador-Executivo da ATN. Durante a primeira edição do Workshop, realizada de 25 de Novembro a 15 de Dezembro, os principais participantes foram proprietários de casas de turismo rural e operadores turísticos, mas também algumas pessoas locais que desejam ser guias da Faia Brava.

Miguel Torres, proprietário da Quinta de Pêro Martins, a casa rural mais próxima da Reserva da Faia, participou no workshop com o objectivo de "oferecer aos nossos clientes a oportunidade de explorar esta área de elevado interesse biológico, uma vez que já oferecemos visitas ao património histórico e arqueológico da região".

A criação de uma rede de empreendedores locais e o apoiar a criação de novos negócios relacionados com a natureza e a vida selvagem faz parte do plano estratégico da ATN, que conta com o apoio do Rewilding Europe Capital. Até ao momento, um operador turístico foi já apoiado e durante o próximo ano dois novos projectos serão apresentados.

----------------------------------------------------------


Local entrepreneurs at the Western Iberia area received specialized training to guide tours at the Faia Brava Reserve, the 1st private protected area in Portugal, located at the core of this rewilding area.

For the last decade, ATN, the local NGO which owns and manages the Reserve, has been working towards the creation of a unique space for biodiversity, where endangered species like the Egyptian vulture or the Bonelli’s eagle find a peaceful place to breed.

Moreover, the Faia Brava Reserve is becoming one of the main regional attractions of this Portuguese region, which is in a long term abandonment process over the past 60 years. Birdwatching activities, guided tours and a photographic hide at a vulture feeding station are some of the activities that can be done at the Reserve and are attracting tourists from all over the world. ATN’s role in the development of this rural area has been noticed even by the New York Times, on January this year, where Stanley Reed (NYT Economics journalist) highlighted that “conservation effort has grown into something bigger that has the potential to bring even more people and jobs to a poor region badly in need of both”.

Training local guides was on the shelf for a couple of years now, but finally the project saw the daylight. Fauna and flora, geology, archaeology and nature conservation issues were the main topics studied by the new guides, with important lecturers from the Côa Valley Archaeological Park, partner in this initiative. The workshop combined theoretical sessions with expeditions and practical training at the Reserve, and it is such a pioneer initiative in Portugal that the National TV Channel RTP1 made a reportage about it.

“We are creating new opportunities for nature to comeback to this valley, but also for people and entrepreneurs who believe in the region”, says Pedro Prata, executive-coordinator of ATN. During this first edition of the workshop, held from the 25th of November to the15th of December, the main attendees were owners of local rural houses and tour operators, but also a few individuals from the region who wish to become nature guides.

Miguel Torres, owner of Quinta de Pêro Martins, the rural house nearest to the Faia Brava Reserve, attended the workshop “to offer my clients the opportunity of exploring an area with an important natural value, besides the archaeological and historical heritage which we already visit with them”.

Creating a network of local entrepreneurs and supporting the development of new businesses related with nature and wildlife are some of ATN’s strategic goals, with the support of Rewilding Europe Capital (REC). So far, a rural house received a REC loan, and for 2015 two new projects will be launched at the Western Iberia.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Comunicado de Imprensa - Plano de Acção Nacional para o Lobo-ibérico



Entidades reúnem-se para discutir futuro Plano de Acção Nacional para o Lobo-ibérico


Durante o dia de 15 de Dezembro de 2014 reuniram-se em Gouveia vinte entidades, de diferentes sectores, para discutir o tema da conservação do lobo-ibérico. Foram abordadas as preocupações e expectativas dos participantes relativamente a um Plano de Acção Nacional para esta espécie, numa perspectiva de envolvimento de toda a sociedade e com vista a convivência sustentável com o lobo.

A complexidade e diversidade de interesses que envolve a temática do lobo-ibérico resulta na necessidade de procurar consensos para a concretização de um Plano de Acção, que oriente e defina a conservação da espécie em Portugal. Numa iniciativa inédita, estiveram reunidas entidades associadas às actividades agro-pecuária, cinegética, científica, conservacionista e de gestão do território, para além do SEPNA/GNR, de Guardas e Vigilantes da Natureza e da autoridade nacional de conservação da natureza, ICNF.

Desta reunião resultou uma identificação dos principais temas a incluir num Plano de Acção Nacional, com vista à conservação e coexistência com o lobo-ibérico, designadamente:
Predação no gado; Fomento de presas silvestres; Mortalidade da espécie; Compatibilização das actividades humanas com a conservação do lobo-ibérico; Gestão e ordenamento do território; Monitorização e investigação; Sensibilização, envolvimento e comunicação; Financiamentos e apoios públicos; Cooperação e articulação com Espanha.

Discutiu-se ainda o modelo de Governança e as expectativas de envolvimento dos diferentes representantes da sociedade civil na elaboração e implementação do Plano de Acção para a espécie, na expectativa de salvaguardar os interesses das actividades humanas e do lobo, parte de um só mundo rural, património de todos nós e das gerações futuras.



Lisboa, 17 de Dezembro de 2014



As entidades subscritoras:

ACHLI – Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico
ADAG – Associação Distrital dos Agricultores da Guarda
ALDEIA – Acção, Liberdade, Desenvolvimento, Educação, Investigação, Ambiente

ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade
APGVN – Associação Portuguesa de Guardas e Vigilantes da Natureza
APT – Associação dos Pastores Transmontanos
ATN – Associação Transumância e Natureza
BALADI – Federação Nacional dos Baldios
CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal
CARNIVORA – Núcleo de Estudos de Carnívoros e seus Ecossistemas
CMN – Clube de Monteiros do Norte
CNA – Confederação Nacional da Agricultura
CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, CCRL

FAPAS – Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens
Grupo Lobo – Associação para a Conservação do Lobo e do seu Ecossistema
IWRT – Iberian Wolf Research Team
LPN – Liga para a Protecção da Natureza
Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza
SEPNA - Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana
WWF (Portugal e Espanha)
Zoo Logical – Associação de Inovação para o Conhecimento, Divulgação e Conservação da Fauna






Para mais informações:
Liga para a Protecção da Natureza – 964119504

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Vamos trazer a Cegonha-preta de volta? | Let's bring back the Black stork?




Já se apadrinharam árvores, cavalos e terras. Este ano a proposta é outra. Torne-se sócio da ATN ou regularize as suas quotas e apadrinhe um dos charcos da Reserva da Faia Brava. Com a sua ajuda iremos conseguir a recuperação e manutenção de charcos temporários e permanentes, que servem como locais de alimentação para a cegonha-preta. A cegonha-preta (Ciconia nigra) alimenta-se sobretudo de peixes, anfíbios e invertebrados aquáticos, que encontra em zonas de água pouco profunda como charcos, lagoas e linhas de água.

Esta espécie nidificou na Reserva da Faia Brava até 2011, o único casal nidificante da ZPE do Vale do Côa até então. Nos últimos três anos a espécie tem sido observada na região, no entanto sem nidificação confirmada.

Cada charco será apadrinhado por um conjunto de sócios, que vão receber em primeira mão fotografias dos habitantes e visitantes da charca, e poderão participar numa visita temática, a realizar em Março de 2015, onde vamos descobrir as charcas e ficar a conhecer melhor este habitat.


Por cada quota de sócio 10€ serão aplicados nas seguintes acções de conservação:

- Estabilização das margens;

- Promoção de vegetação aquática;

- Remoção da planta invasora Azolla filiculoides. Um pequeno feto que forma autênticos “tapetes” à superfície, levando muitas vezes à eutrofização das massas de água em que se encontra, com consequências negativas para a fauna que serve de alimento à cegonha-preta;

- Monitorização com a utilização de câmaras de armadilhagem forográfica.

Estas acções inserem-se no projecto LIFE 12 NAT/ES/000595 – Club de Fincas, do qual a ATN é parceira em colaboração com a Fundación Naturaleza y Hombre e a Universidad de Salamanca.


COMO APOIAR?
Se ainda não é sócio, preencha a sua ficha de inscrição neste link. O pagamento anual é de apenas 20€, pode fazer o pagamento por transferência bancária ou cheque.

Se já é sócio basta actualizar a sua quota anual.

Pode ainda oferecer como prenda de Natal um compromisso com a Natureza: uma inscrição de sócio e o apadrinhamento da charca, que inclui uma visita temática à Faia Brava a realizar em Março de 2015. Contacte-nos para saber todos os detalhes.

 -----------------------------------------------------


So far trees, horses and land have been adopted. This year we have a different proposal. Become a member of ATN or update your annual fee and adopt one of the temporary ponds of the Faia Brava Reserve. With your support we will be able do recover and maintain the temporary and permanent ponds at the Reserve, usual feeding spots for the black stork. The black stork (Ciconia nigra) feeds mainly on fish, amphibians and aquatic invertebrates, which can be found on shallow water places, like ponds, streams and lagoons.

This species nested at Faia Brava until 2011, and it was the last breeding pair at the Special Protection Area (SPA) of the Côa Valley. Over the last 3 years, it has been seen in the region but the nesting place was never confirmed.

Each pond will be adopted by a group of members, who will receive in first hand photos of the inhabitants and visitors of the pond. Participants will also have the chance to participate in a guided tour at Faia Brava, to be held in March 2015, where they will learn about the ponds and discover the characteristics of this special habitat.

For each membership fee, 10€ will be applied in the following conservation actions:

-          Stabilization of the existing banks

-          Promotion of the aquatic vegetation

-          Removal of the invader plant Azolla filiculoides - a water fern that creates a “rug” on the surface, leading to the eutrophication of the water there-by killing the preys of the black stork.

-          Monitoring with camera-trapping devices


This actions are part of the project LIFE 12 NAT/ES/000595 – Club de Fincas, in which ATN is a partner along with Fundación Naturaleza y Hombre and Universidad de Salamanca.

HOW TO SUPPORT?
If you are not a member yet, subscribe at this link. The annual fee is only 20€, and you can pay by a bank transfer.

If you are already a member, just have to pay your annual fee.

You can also offer this as a Christmas gift: a commitment with nature, the adoption of a pond and a guided tour at the Faia Brava Reserve, in March 2015. Contact us to know more about it.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

ATN em Holandês | ATN in Ducth

A Reserva da Faia Brava é cada vez mais acarinhada por holandeses. Com uma equipa voluntária extremamente dedicada, a ATN tem encontrado vários parceiros e doadores que ajudam o projecto crescer. Aproveite para conhecer alguns dos apoios angariados e espreite o site holandês da Faia Brava.



CABAZES DE NATAL
No ano passado, a Staatsbosbeher, instituto de conservação da natureza, ofereceu a todos os seus colaboradores cabazes de Natal da Faia Brava, tendo contribuído para a aquisição de novas propriedades na Reserva.


Este ano, 450 cabazes de Natal serão vendidos na Holanda, com os produtos da Faia Brava, mas também com outros produtos da região (como o vinho). A venda vai permitir a angariação de fundos para comprar mais 7 hectares de propriedades e assim expandir a Reserva da Faia Brava. Além disso, é uma oportunidade única para promover o próprio Vale do Côa e os seus produtos típicos, e aumentar o número de potenciais visitantes da região.




FESTAS = DONATIVOS
Em 2013, um casal de sócios celebrou as bodas de prata e angariou dinheiro para o Fundo de Aquisição de Propriedades (FAP).

Este ano mais dois sócios repetiram a campanha de fundraising e durante a celebração dos seus aniversários angariaram cerca de 1700€, entre os seus amigos e família.



BINÓCULOS
Noutra parceira entre a ATN, a Natuurmonumenten e Vogelinformatiecentrum Texel, foram disponibilizados 20 pares de binóculos que serão utilizados ns visitas turísticas na Reserva e especialmente no programa escolar da Reserva da Faia Brava.


The Faia Brava Reserve is being cherished and supported by Dutch organizations and members. With a extremely dedicated volunteer team, for the past years ATN has been founding partnerships and finding donors in the Nethelands, which are giving a great support for the growth of the organization. Get to know some of the supported projects at the Dutch Faia Brava website.


CHRISTMAS PACKAGES
Last year, Staatsbosbeher, the nature conservation institute, offered Faia Brava Christmas packages to all its employees, which allowed ATN to purchase new properties at the Reserve.

This year, more 450 Christmas packages will be sold in the Netherlands, with Faia Brava products, as well as other regional products such as wine. The money raised will allow the purchase of 7 hectares of land, thus expanding the Reserve. Besides, it is an unique opportunity to promote the Côa Valley and its typical products, and increase the number of potential visitors.






PARTIES = DONATIONS

In 2013, a couple of members, at the celebration of their 25th wedding anniversary, raised funds for the Property Acquisition Fund of Faia Brava.

This year, two members repeated the fundraising campaing: at their birthday parties, around 1700€ were raised among family and friends.

BINOCULARS
In a partnership between ATN, Natuurmonumenten and Vogelinformatiecentrum Texel, 
20 binoculars were offered to ATN, which will be used at Faia Brava guided tours and e specially for the School program at the Faia Brava Reserve.