segunda-feira, 30 de março de 2015

Volunteering at the Faia Brava Reserve, a story by Tim and Debbie Gove

We have for many years had an interest in nature and conservation. When we decided on an extended holiday in Europe we thought it would be nice to do some voluntary word along these lines, if possible.
We firstly did some time at Grupo Lobo, we knew about this NGO via facebook. It was from someone there that we found out about ATN and the Faia Brava Reserve.

So off we headed to see what they were about. And we were not disappointed.
The reserve is absolutely stunning, we were able to get our camper van along the track to their camp site at Sabóia. Although basic, it is well worth the trip! Views across the reserve from morning till night. Vultures soring over head as well as the odd eagle!


We had only planned to stay for one week, but after two it was still difficult to leave.
We spent the time with wonderful people doing things we never thought we would. Cleared up the vulture feeding station, cleaned invasive water fern from ponds and in the process got to see tadpoles, newts and fire salamanders (with vultures over head!)

Tim also did some plumbing at the campsite (while Debbie sunbathed!)

All the people we met were so enthusiastic and passionate about what they are doing at the reserve.


We will most definitely be back and will be recommending it to any of our friends who are also into their conservation.





Debbie and Tim Gove, March 2015

sexta-feira, 20 de março de 2015

Notícias fresquinhas sobre a monitorização no Vale do Côa | News from the monitoring program at the Côa Valley

Falcão-Peregrino, Peregrine falcon (Falco peregrinus), by Eduardo Realinho
A monitorização de espécies selvagens no Vale do Côa, época de 2015, está em andamento desde Fevereiro e são muitas as novidades que temos para partilhar.

Várias espécies migratórias já voltaram da invernada em África, tais como a Águia-cobreira (Circaetus gallicus), a Águia-calçada (Aquila pennata), o Milhafre-preto (Milvus migrans), o Cuco (Cuculus canorus) e várias espécies de Andorinhas.

As espécies que mais importa destacar, devido ao seu estatuto de conservação são o Britango/Abutre do Egipto (Neophron percnopterus) e a Cegonha-preta (Ciconia nigra). Esta última espécie tem sido avistada com frequência no Vale. Continua a decorrer a campanha para garantir a conservação do seu habitat e qualquer pessoa pode colaborar apadrinhando um charco na Faia Brava, veja os detalhes aqui.

Nestes dias que vêm anunciando a Primavera existe um grande alvoroço no vale e há várias espécies que estão já a incubar os seus ovos, como é o caso da Águia- Real (Aquila chrysaetos). O único casal de Águia de Bonelli (Aquila fasciata) que nidifica no Vale do Côa tem trabalhado na preparação do ninho, já os Grifos (Gyps fulvus) vão bem mais avançados, tendo já crias no ninho para alimentar.

O grifo já tem crias no ninho! The griffon vultre (Gyps fulvus) already has chicks in the nest!
photo by Eduardo Realinho
Outras espécies de observação menos comum têm sido observadas por aqui, como é o caso do Açor (Accipiter gentilis), Falcão-peregrino (Falco peregrinus) e do Abutre-preto (Aegypius monachus), que até mereceu um destaque no blog da ATN.

A cada dia que passa é possível observar a grande biodiversidade deste vale, os lacraus e as borboletas voltaram à actividade, assim como os lagartos e os anfíbios, que já acordaram da hibernação. No dia 11 de Abril vamos ter a primeira actividade do ano na Faia Brava, que será especialmente dedicada à observação de anfíbios. Marque a sua presença através do email da ATN.

Também a Perdiz-vermelha (Alectoris rufa) se deixa ver por todo o vale aos pares, os casais estão prontos para mais uma época de reprodução, boas notícias para a Águia de Bonelli e Águia-Real, cuja alimentação depende, em grande parte, da perdiz e de outras espécies-presa como a lebre, o coelho-bravo e o pombo.
Perdiz vermelha, Red-partridge (Alectoris rufa)
Aguardamos ansiosamente por novas observações. Até lá, peguem nas vossas botas e máquina fotográfica e boas saídas de campo!


-----

2 grifos aquecem as suas penas ao sol, 2 griffon vultures heat their feathers
photo by Eduardo Realinho
The monitoring season of wild species already started at the Côa Valley. Since February we are going to the field and have many news to share.

Various migratory species already returned from Africa, after a winter much warmer than what we had at the Côa Valley. Species like the Short-toed eagle (Circaetus gallicus), the Booted eagle (Aquila pennata), the Black kite (Milvus migrans), the Cuckoo (Cuculus canorus) and different Swallow species can already be seen and heard at the Valley.

But the most important species to highlight, due to their conservation status, are the Egyptian vulture (Neophron percnopterus) and the Black stork (Ciconia nigra). This last species has been recently seen at the Valley. ATN has an ongoing campaign for the protection of the Black Stork's habitat, and anyone can contribute by sponsoring one of the temporary ponds at the Faia Brava Reserve, take a look here.

During these first days of spring, there is a huge bustle at the Valley, and dozens of bird species are already incubating, like the Golden Eagle (Aquila chrysaetos). The only Bonelli's Eagle pair (Aquila fasciata) breeding at the Côa Valley is still preparing its nest, while the Griffon Vulture (Gyps fulvus), which started breeding in January, already has chicks in their nest.

Also the Red-partdridge (Alectoris rufa) can be seen in pairs across the entire valley, they are ready for another season with dozens of chicks, which is a great news for the Bonelli and Golden eagles, which feed mainly on this species and others like the hare, rabbit and pigeon.

Other species less common have been seen, like the Northern Goshawk (Accipiter gentilis), the Peregrine Falcon (Falco peregrinus) and the Black Vulture (Aegypius monachus),

Besides birds, each day it is possible to witness the huge biodiversity that chooses this wild valley to live, like small scorpions and butterflies, lizards and amphibians, which have already woken up from their hibernation.
Um lacrau, a small scorpion
photo by Eduardo Realinho
We are anxiously waiting for new observations.

Until then, grab your walking boots, your camera and enjoy spring!

quarta-feira, 18 de março de 2015

Avistamento de Abutre-Preto na RFB | Observation of a Black Vulture at RFB

Na passada sexta-feira fomos presenteados com a observação de um Abutre-preto (Aegypius monachus) na Reserva da Faia Brava! Foi a melhor maneira de finalizar o dia e entrar no fim-de-semana!

Esta espécie, considerada Criticamente em Perigo no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, é apenas avistada de modo esporádico no nordeste do País, daí este ser um avistamento especial. É a maior ave de rapina da Europa, com uma envergadura que pode atingir os três metros de comprimento. Ao contrário dos grifos e dos abutres-do-egipto, que nidificam em rochas de escarpas, o abutre-preto escolhe árvores de grande porte, em locais declivosos, para construir os seus ninhos.

No dia antes, dois indivíduos tinham sido já avistados sobre a vila de Figueira de Castelo Rodrigo. É provável que que mantenham na região por alguns dias, por isso, se estiver por cá, mantenha-se atento a grandes vultos negros no céu. :)


-----------

Last Friday we were rewarded with the observation of a Black Vulture (Aegypius monachus) in the Faia Brava Reserve! It was the best way to end the day and start the weekend!

This species, considered Critically Endangered in Red Book of Vertebrates of Portugal, is only sighted sporadically in the north-east of the country, making this a very special sighting. It is the largest bird of prey in Europe, with a wingspan of up to three meters long. Unlike Griffon and Egyptian vultures, which nest in rocks in cliffs, the Black Vulture chooses large trees, on steep slopes, to build their nests.


The day before, two individuals had already been sighted over the village of Figueira de Castelo Rodrigo. These vultures are likely to stay in the region for a few days, so if you are around here, keep an eye out for large black silhouettes in the sky. :)

quinta-feira, 5 de março de 2015

Ação de Formação para Professores na Faia Brava


Está a decorrer em Figueira de Castelo Rodrigo uma acção de formação para professores de Ciências Naturais, Biologia, Geologia e Geografia com o tema: “A Reserva da Faia Brava, um espaço para o ensino das ciências”.

O projecto é uma iniciativa do Centro de Formação Guarda Raia, proposta pela professora Ana Cristina Perpétuo, que resulta de uma longa parceria entre o Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo e a Associação Transumância e Natureza e tem o apoio do Munícipio de Figueira de Castelo Rodrigo.


23 professores das escolas de Figueira, Almeida, Pinhel, Sabugal, Guarda, Covilhã e Cinfães estão a participar na ação de formação, e vão envolver os seus alunos numa actividade dinamizada na Reserva. 

No dia 28 de Fevereiro decorreu uma ação no campo e foram focados aspectos como a geomorfologia, a geologia, a ocupação humana do território e o equilíbrio dos ecossistemas, entre outros. Neste dia todos foram formadores e formandos, numa partilha saudável de saberes. Numa próxima etapa, virão os alunos. 

Cada vez mais a Reserva da Faia Brava pretende ser um pólo de atração do território, e um local de excelência para o ensino da natureza.