quinta-feira, 19 de novembro de 2015

ATN abre vaga para Engenheiro Florestal | Vacancy for Forestry Engineer

ATn abre vaga para engenheiro florestal

ATN hd

Associação Transumância e Natureza (ATN) é uma organização sem fins lucrativos de ambiente criada em 2000, com sede em Figueira de Castelo Rodrigo, distrito da Guarda. 

Com a visão Criar espaços para a Natureza, centra a sua ação no restauro ecológico de habitats na região do Vale do Côa. É a entidade proprietária e gestora da Reserva da Faia Brava, a primeira Área Protegida Privada do país, e é parceira da iniciativa Rewilding Europe, um projecto europeu que visa a renaturalização de áreas naturais, sendo a entidade gestora da área-piloto Oeste Ibérico. É ainda a promotora da Grande Rota do Vale do Côa, e parceira em projectos LIFE+.

A ATN procura um candidato motivado, com interesse na natureza e vontade em trabalhar numa organização não-governamental. O local de trabalho será a sede da ATN, em Figueira de Castelo Rodrigo. O candidato deverá estar disponível para residir no concelho.


Tarefas a desenvolver:
- Criação, submissão e manutenção de candidaturas FFP, ProDer/PDR2020, POSEUR
- Criação, submissão e manutenção de programas Life+
- Gestão de ZIF/PGF
- Georreferenciação digital SIG
- Edição de relatórios e documentos detalhados sobre a área florestal das várias reservas
- Manobragem e utilização de máquinas agrícolas - orientação da equipa de campo


O profissional deverá ter as seguintes características:

- Licenciatura em engenharia florestal, mestrado será valorizado
- Inscrição na Ordem dos engenheiros
- Carta de condução categoria B/B1
- Experiência de candidaturas FFP, ProDer/PDR2020, POSEUR e programas Life+
- Experiência na gestão de ZIF/PGF
- Experiência em georreferenciação em ArcGIS/QuantumGIS
- Conhecimentos informáticos na óptica do utilizador avançado
- Capacidade de utilização Maquinas Agrícolas
- Conhecimentos zootécnicos
- Conhecimento de Zonas de Caça e PGC
- Conhecimentos de inglês e espanhol serão valorizados
- Capacidade de trabalhar sob pressão e gerir várias tarefas em simultâneo
- Capacidade e motivação para trabalhar com equipas multidisciplinares
- Disponibilidade para trabalhar em fins-de-semana quando necessário e em horário flexível
- Disponibilidade para residir no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo
- Paixão por Natureza e grandes espaços abertos
- Experiência na área da conservação da natureza/ambiente será valorizada
- Afinidade com o trabalho de organizações não-governamentais será valorizado


Vencimento: Salário Base variável entre 800€ e 1000€ brutos, mediante experiência prévia

Critérios de selecção: experiência prévia em funções semelhantes; formação na área; características pessoais; desempenho no questionário e durante a entrevista

Os candidatos podem enviar a sua carta de motivação e currículo para o email candidatura @ atnatureza.org até ao dia 4 de Dezembro de 2015. Os candidatos seleccionados deverão estar disponíveis para a realização de uma entrevista (presencial ou online) e deverão ter disponibilidade imediata.


___________________________________________________________


ATN opens vacancy for a forestry engineer

ATN hd

ATN is an environment non-governmental organization, created in 2000 and based in Figueira de Castelo Rodrigo, Portugal.

With its vision Creating Spaces for Nature, ATN focus its action on habitat restoration at the Côa Valley region. It is the owner and manager of the Faia Brava Reserve, the first Private Protected Area in Portugal, and partner of Rewilding Europe, managing the Western Iberia pilot-site. It is also the promoter of the Côa Valley Grand Route, and partner in different LIFE+ projects.

ATN is looking for a motivated candidate, with interest on nature and biodiversity and willing to work at a non-profit context. Working place will be at ATN’s headquarters in Figueira de Castelo Rodrigo, and the candidate should be available to live in the municipality.


Main Responsabilities:


- Designing, submission and management of FFD, ProDER/PDR2020 and POSEUR applications
- Designing, submission and management of Life+ programs
- ZIF/PGF management
- SIG Georeferencing
- Editing reports and detailed documents about the forest areas of the different reserves
- Use of agricultural machinery - management of the field team


Profile:

- A certified degree or equivalent on forestry engineer
- Driving license
- Experience in  FFP, ProDer/PDR2020, POSEUR applications and Life+ programs
- Experience in ZIF/PGF management
- Experience in georeferencing in ArcGIS/QuantumGIS systems
- Solid knowledge in computer skills at the user level
- Ability to use agricultural machinery
- Zootechnical knowledge
- Knowledge about hunting areas and PGC
-Languages: English - proficient level (determinant); Spanish – good knowledge (preferable)
-Ability to handle several tasks at the same time and to work with straight deadlines
-Capacity and motivation to work with multidisciplinary teams
-  Availability to work on weekends and in a flexible schedule
-Availability to live in Figueira de Castelo Rodrigo
- Passion for Nature and the great outdoors
-Experience in nature conservation/environment will be considered
-  Affinity with the working context on of a non-profit organization will be an asset



Salary: Variable between 800€ and 1000€ gros, according to previous experience 

Criteria for selection: previous experience in similar functions; graduation in the area; personal characteristics; performance on the questionnaire and interview

Candidates should send their motivation letter and curriculum to  candidatura@atnatureza.org until the 4th of December 2015. Selected candidates should be available for an interview (online or face-to-face) and have immediate availability

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

ATN presente no novo projecto de protecção do britango e a águia-perdigueira





















Com início em julho de 2015, o LIFE Rupis é um dos mais recentes projetos financiados pela União Europeia a decorrer em território português e espanhol, mais concretamente na Zona de Proteção Especial (ZPE) do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda e na ZEPA de Arribes del Duero. Com uma duração de 4 anos, este projeto pretende implementar ações que visam reforçar as populações de águia-perdigueira e britango no Douro transfronteiriço, através da redução da mortalidade destas aves e do aumento do seu sucesso reprodutor. O abutre-preto e o milhafre-real são espécies também beneficiadas por este novo projeto.

Coordenado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), o novo projeto tem mais oito parceiros, a Associação Transumância e Natureza, a Palombar, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, a Junta de Castilla y León, a Fundación Patrimonio Natural de Castilla y León, a Vulture Conservation Foundation, a EDP Distribuição e a Guarda Nacional Republicana. O projeto é cofinanciado pelo programa LIFE da União Europeia.




















O britango e a águia-perdigueira estão em perigo de extinção, tanto em Portugal como em Espanha. O britango é o abutre mais pequeno da Europa. Está classificado como “Em Perigo” no território Europeu, onde as suas populações registaram um decréscimo de 50% nos últimos 40 anos, e uma elevada perda de habitat. A água-perdigueira tem um estatuto de “Quase Ameaçada” na Europa, devido ao decréscimo populacional e à pressão sobre as suas populações. Na área abrangida pelo projeto existem 13 casais de águia-perdigueira e uma das mais importantes populações de britango da Península Ibérica, com 116 casais.

O LIFE Rupis, destaca-se por ser um projeto transfonteiriço, com ações concertadas dos dois lados da fronteira. Entre as várias ações destaca-se a alimentação artificial dirigida ao britango, baseada numa rede de alimentadores fixos e móveis, que irá permitir o aumento da disponibilidade de alimento perto dos locais de reprodução da espécie. Pela primeira vez em Portugal vão ser marcados britangos com emissores de satélite, para seguimento à distância e investigação dos seus hábitos dispersivos e migratórios.

Serão desenvolvidas acções pioneiras de combate ao uso ilegal de venenos, com  equipas da GNR que utilizam cães treinados, serão corrigidas linhas eléctricas com equipamentos anti-electrocussão e anti-colisão de aves dos dois lados da fronteira e será elaborado um plano de ação transfronteiriço para a  conservação do britango. Serão geridos mais de mil hectares de habitats importantes para as espécies alvo e criada uma cerca móvel para alimentação de aves necrógafas, para reforçar territórios com escassez acentuada de alimento. O resultado esperado do projeto será o aumento da taxa de reprodução e a diminuição da mortalidade não natural destas aves, nesta região justamente conhecida pela sua riqueza faunística e beleza natural.

Domingos Leitão, coordenador do projecto, salienta que “para além dos resultados positivos que se esperam ao nivel das populações das espécies alvo, serão promovidas a agricultura e o pastoreio tradicionais, bem como os seus produtos e serviços.” “Ao longo dos quatro anos do projecto Rupis vamos promover e publicitar o Douro Internacional, através da visitação, do turismo de natureza e dos produtos de qualidade, que serão motores da conservação da natureza após o seu terminus.”





Fotografias de João Cosme e  Erik Menkveld

Pedido de Voluntariado



Redondas e vistosas, ainda verdes ou já bem negras, as azeitonas enchem as copas dos olivais da Faia Brava. A campanha da colheita de azeitona de 2015 está para breve e gostaríamos de convidar todos os possíveis voluntários a juntarem-se à nossa equipa de campo nesta actividade que contribui directamente para a missão da ATN.


Os voluntários serão acompanhados nas suas tarefas e será também uma óptima oportunidade para conhecerem o trabalho desenvolvido pela ATN na Reserva da Faia Brava, área de Rewilding do Oeste Ibérico.
A todos os voluntários será assegurada alimentação e estadia.

Esta actividade suporta a missão da ATN através da produção do azeite biológico "Faia Brava", capacitando a associação com fundos para a manutenção e alargamento das suas reservas. 

Caso tenha interesse, contacte-nos para geral@atnatureza.org

Muito obrigado desde já!