terça-feira, 27 de junho de 2017

Captura de britangos para colocação de transmissor com Lobomir Peske





Foram capturados, no passado dia 12 de Junho, no âmbito do projeto LIFE Rupis, dois Britangos (ou Abutres do Egipto, Neophron percnopterus), pela equipa da Associação Transumância e Natureza (ATN), em parceria com a Vulture Conservation Foundation (VCF) e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), no novo Alimentador de Aves Necrófagas de Escalhão, em Figueira de Castelo Rodrigo.  



A captura teve como objetivo a colocação de um transmissor GPS e a recolha de amostras para a vigilância de substâncias tóxicas e a avaliação do estado de saúde dos indivíduos. 


Estas ações estão incluídas no projeto LIFE Rupis, como forma de apoio à proteção da espécie e as mesmas permitem identificar ameaças, conhecer as rotas que utilizam, saber onde nidificam, onde se alimentam e, até, onde e porque morrem. 

A atividade de captura começou no dia 11 com a preparação da armadilha e durou até ao dia 22 de junho.
A armadilha utilizada pertence a Lobomir Peske, zoólogo da República Checa, que desenvolveu a sua própria técnica para conseguir capturar aves de grande porte.

A atividade combinou assim a experiência de Lobomir na captura de aves e a experiência da ATN com os Campos de Alimentação de Aves Necrófagas (CAAN), no caso Eduardo Realinho, biólogo da ATN, conseguindo assim, após algumas tentativas, capturar dois Britangos na mesma rede.
Depois de capturados, foram colocados os transmissores de GPS nos Britangos, pelo Lobomir e retiradas amostras para análises, por Núria Vallverdú, veterinária especialista em toxicologia da ATN.

A mesma atividade foi realizada em Março deste ano, no entanto, sem sucesso na captura.
Nos dias a seguir ainda foram feitas mais algumas tentativas nos Alimentadores de Aves Necrófagas de Escalhão e de Penedo de Durão, no entanto, sem resultados.
A atividade de captura terminou com a realização de um workshop de Colocação de Transmissores e Recolha de Amostras em Aves de Rapina, dado pelo Lobomir, no CERVAS. A organização do mesmo foi feita pela ATN e pelo VCF e contou com a participação de SPEA e da Palombar.