quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Atualização/ Ponto da Situação - Campanha de Apoio Urgente à Faia Brava



A ATN vem por este meio relatar os acontecimentos trágicos que afetaram a zona do Parque do Douro Internacional e ZPE do Vale do Côa, onde desenvolve ações de conservação inseridas na sua estratégia e ações em parceria, no contexto do projeto LIFE Rupis e LIFE Club de Fincas. 

Nestas duas últimas semanas deram-se dezenas de ignições quase simultâneas e reacendimentos não vigiados que consumiram milhares de hectares dentro do Parque Natural do Douro Internacional (PNDI), Rede Natura ZPE do Vale do Côa e áreas envolventes. 



O impacto na fauna, flora e biodiversidade destes habitats é incalculável, o que nos deixa sobremaneira preocupados com o tipo de proteção que estas classificações de área protegida representam. 

A propriedade da ATN na Ribeira do Mosteiro e Calçada de Alpajares, que adquirimos em setembro de 2015 para conservar um dos mais emblemáticos locais do PNDI, substituindo-se, assim, aos deveres do estado em proteger este património natural cultural e paisagístico; foi afetada pelo encontro de dois incêndios - Ligares e Poiares-, por manifesta ausência no combate, afetando 80% dos 220 hectares da nossa propriedade e iguais proporções das propriedades vizinhas. 


A ATN já havia alertado sobre as razões subjacentes a esta tragédia dos fogos florestais em Portugal, nomeadamente o elevado número de ignições e área excessiva que estes atingem sendo estas causas não controláveis pelas medidas que têm vindo a público para abordar este flagelo. 

A coordenação e o combate a estes fogos é evidentemente fraca e não se compreende que, no meio da calamidade pública, não tenham sido tomadas medidas de fundo eficazes.

Apesar dos nossos contributos, continuamos sem ser ouvidos ou considerados quando se debatem estes problemas.

No terreno, mantemos o nosso dispositivo de vigilância e de primeira intervenção nas áreas nas quais trabalhamos, mas no fim-de-semana trágico de 27 e 28 de Agosto tivemos de nos debater, não só com os incêndios que ameaçaram e lavraram áreas das nossas propriedades e outras onde temos acordos de gestão, como, também, com a total indiferença por parte das autoridades competentes, nomeadamente a Proteção Civil e os Bombeiros que não chegaram sequer a aparecer no teatro de operações em tempo útil ou preparados para o que decorria.

É ainda de referir que a atuação pontual dos meios aéreos não ajudou, em nada, o combate, convertendo-se mais em gasto de tempo e de recursos do que no meio de combate pesado e eficaz que se esperava. 



Por outro lado, queremos expressar o nosso MAIOR AGRADECIMENTO aos que responderam prontamente ao apelo (Campanha de Apoio à Reserva da Faia Brava) da ATN, que permitiu a aquisição de meios e equipamentos valiosos, que se mostraram fulcrais no combate às chamas, possibilitando que, com o esforço da nossa equipa no local, se salvasse os valores mais importantes da propriedade (casa, oliveiras centenárias, zonas pastoreadas pelos garranos e parte significativa da mancha de Lódão e Cornalheira), apesar de terem sido afetados 80% dos 220 ha da Ribeira do Mosteiro e Calçada de Alpajares. 

A ATN mostra-se disponível para colaborar mais ativamente nas medidas que carecem urgentemente de implementação, para evitar que estas tragédias sejam de recorrência estival.


 Dada a proximidade e contato direto, daremos voz às preocupações dos nossos parceiros e dos proprietários das comunidades em que atuamos e que nos relatam a sua preocupação e impotência. 

................. ENGLISH VERSION..................

The ATN hereby reports on the tragic events that affected the Douro International Park and the Côa Valley ZPE, where it develops conservation actions included in its strategy and partnership actions, in the context of the LIFE Rupis and LIFE Club project. Farms.

In the last two weeks there have been dozens of near-simultaneous ignitions and uncontrolled rallies that have consumed thousands of hectares within the Douro International Natural Park (PNDI), the Natura ZPE Network of the Côa Valley and surrounding areas.






The impact on the fauna, flora and biodiversity of these habitats is incalculable, which leaves us greatly concerned about the type of protection these protected area classifications represent.The property of ATN in Ribeira do Mosteiro and Calçada de Alpajares, which we acquired in September 2015 to conserve one of the most emblematic sites of the PNDI, thus replacing the duties of the state in protecting this natural cultural and landscape heritage; was affected by the encounter of two fires - Ligares and Poiares -, by manifest absence in the combat, affecting 80% of the 220 hectares of our property and equal proportions of the neighboring properties.


The ATN had already warned about the reasons behind this tragedy of forest fires in Portugal, namely the high number of ignitions and excessive area that they reach,and these causes are not controllable by the measures that have come to public to address this scourge.


The coordination and combating of these fires is obviously weak and it is not understood that, in the midst of the public calamity, no effective substantive measures have been taken.


Despite our contributions, we remain unheeded or considered when these problems are discussed.


On the ground, we maintain our vigilance and first intervention in the areas in which we work, but on the tragic weekend of 27 and 28 August we had to debate, not only with the fires that threatened and plowed areas of our properties and others where we have management agreements, as well as total indifference on the part of the competent authorities, in particular the Civil Protection and the Firemen who did not even appear in the theater of operations in time or prepared for what happened.




It is also worth mentioning that the punctual performance of the aerial means did not help the combat, turning more into a time and resources expense than in the means of heavy and effective combat that was expected.

On the other hand, we would like to express our deepest appreciation to those who responded promptly to the appeal (ATN's Beja Reserve Support Campaign), which allowed the acquisition of valuable resources and equipment, which proved to be key in combating flames, , with the effort of our team in place, if we saved the most important values ​​of the property (house, centennial olive trees, areas grazed by garranos and a significant part of the Lódão and Cornalheira spot), although 80% Ribeira do Monteiro and Calçada de Alpajares.


The ATN is available to collaborate more actively in the measures that urgently need implementation, to avoid that these tragedies are of summer recurrence.Given the proximity and direct contact, we will give voice to the concerns of our partners and the owners of the communities in which we operate and who tell us about their concern and impotence.